quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

A culpa é minha.

Eu que não cuidei de você e que não te dei seu devido valor. Eu que quis a todo custo que você fosse meu; mesmo sabendo de que você não era um objeto que fosse posto a venda. Eu que escolhi te deixar sofrer sozinho do que sofrer junto contigo. Eu que sonhava e fazia planos para nós dois sem sua consulta. Eu que te incluía nas minhas fantasias. Eu que te obrigava a me amar sabendo que nunca teria sucesso. Eu que te obriguei a cuidar do meu coração, você não cuidou, e por isso estou assim hoje. Eu não te culpo. A culpa é exclusiva minha.

Um comentário:

  1. Esse textinho é marcante...
    Gosto do que você escreve amiga *-*

    ResponderExcluir